Após o polêmico episódio envolvendo o jogo do Grêmio contra o América-MG, no qual foi noticiada a possibilidade de antecipação da aposentadoria de Suárez devido a dores crônicas no joelho, Paulo Caleffi, vice-presidente de futebol, enfrentou um momento de tensão com os jornalistas. Além disso, ocorreu um incidente no qual um repórter da Rádio Guaíba foi atacado. Esses acontecimentos culminaram na saída de Caleffi de suas funções no clube, conforme anunciado pela direção na madrugada de quinta-feira (29).


Um dia após a divulgação de um vídeo em que o presidente Alberto Guerra expressa preocupação com a possível aposentadoria de Suárez devido às dores no joelho, Caleffi elevou o tom de suas reclamações, afirmando que as publicações estavam "fora do contexto". Além disso, houve um incidente envolvendo o jornalista Matheus D'Ávila, o que não foi bem recebido por Guerra, que se sentiu desmentido.


O Grêmio emitiu um comunicado oficial sobre a saída de Caleffi, agradecendo seu trabalho durante a atual gestão. Em seu lugar, assume a função de vice-presidente de futebol Antônio Brum.


Caleffi utilizou o Twitter para expressar sua tristeza pela demissão, informando que foi comunicado por telefone por Alberto Guerra. No entanto, ele posteriormente apagou a postagem. De acordo com suas palavras, o motivo da demissão foi o fato de ter confrontado a imprensa. Ele se despediu da função de vice-presidente e retornou ao status de torcedor, agradecendo a todos os colaboradores do centro de treinamento.


Apesar de ter apagado a postagem, Caleffi se defendeu das acusações, afirmando que sempre atuou com profissionalismo no clube gaúcho. Ele desfrutava de grande respeito do atual elenco, sendo querido por muitos, e sua saída foi lamentada por alguns.


É importante destacar que a saída de Caleffi não foi a única mudança no clube, pois o atacante Diego Souza também não terá seu contrato renovado, e ele pode estar deixando o Grêmio em direção à Série B. O Sport, por sua vez, manifestou interesse em repatriar o jogador.

Comentários